PlayerCast

PlayerCast #85: BORA JOGAR na nova Geração

E chegamos ao nosso quadro já tradicional do PlayerCast, O BORA JOGAR. E parece que nosso site finalmente entrou na nova geração.

Então acompanhe Daniel “Danlost”, Almir “Branco”, Marcelo “Guaxinim”, Rafael Henrique e Marlos Sanuto falando sobre Child of Light, o torneio “The Internacional 4”, Forza 5, Demon’s Souls, Dead Rising 3, Beyond: Two Souls, Killer Instinct e mais jogos, além das perguntas enviadas pelos ouvintes

 

Comentado nesse Episódio:

ARTE DA VITRINE:  Almir Tadeu

 

Feed o Player Cast:

 

Curta nossa página do Facebook:

 

 Twitter:

 

Emails:

 

  • Criatividade

    Sera? ?

  • Pequeno update…
    Premiação do TI4 já passou dos 6 milhões e subindo.

    • Danlost

      ABSURDO!

  • Predero

    Sobre o internacional, so quero dizer que prefiro o gremio,

  • ursinhomalvado

    Achei hilário, então a maioria de vocês comprou o videogame da Microsoft e esperavam algo diferente do tratamento Microsoft? A mesma empresa que se propôs a tirar o direito de propriedade dos jogos que você compra, a mesma empresa que ofereceu às pessoas à oportunidade única de comprarem uma câmera de vigilância para serem espionadas dentro de casa 24×7, aquela que só produz exclusivos blockbuster e nunca investe em qualquer ideia arriscada que custe caro?
    O que fizeram ao tirar o Kinect e ao voltar atrás nas políticas mais anti-consumidor jamais propostas na história é pra ser comemorado.
    Depois de todos estes anos com o Kinect no XB360 vocês ainda acreditavam que alguém estava escondendo o jogo? Que seria possível criar uma experiência fantástica usando controle de movimento? Todos sabemos que mesmo com o Move da Sony, incrivelmente preciso, ainda é mais fácil e interessante jogar com o bom e velho joystick. Pode até ser mais divertido em alguns casos usar o Move, mas a curva de aprendizado é longa e tem muitos inconvenientes para os jogos tradicionais. Kinect e Move são para novas experiências que dificilmente ultrapassarão os joguinhos para se divertir com a família uma ou duas vezes por ano.
    O pior é que quando falam do Kinect só conseguem lembrar que ele é legal em função de alguns jogos com controle por voz. Sabiam que um simples e barato microfone faz o mesmo trabalho? (Dica avançada: o PS4 já vem com um headset simples que tem microfone, além de uma entrada P2 no DualShock).
    Fico lembrando de que à um tempo atrás se falou que a lista de jogos do XBone era melhor, mas agora caiu a ficha de que jogos como Forza e Killer Instinct na verdade não estavam prontos e foram lançados aos pedacinhos, e às vezes ainda era preciso pagar para ter o resto do jogo.

    Não tenho nada contra quem prefere os jogos da MS, mas dizer que escolheu o XBone pelo Kinect é mesmo hilário. Se você adora os exclusivos deles tem mais é que comprar o XBone, mas não pelo Kinect, é muita inocência…

    Sou um usuário do PS3 e agora do PS4, podem dizer que sou tendencioso, mas pra mim as escolhas da Sony foram muito melhores (e mais baratas). A caixa de som no joystick dá outra dimensão ao jogo. Quando algo acontece na mão do seu personagem o som saí pelo joystick, o que é muito legal. Minha nova característica preferida é a entrada P2. Posso ligar qualquer fone que eu tenha e não preciso me preocupar com fio. Posso ouvir o som todo do jogo ou usá-lo para bate-papo. São duas coisas relativamente baratas que fazem real diferença na experiência de jogar.

    Também não posso deixar de dizer que os sensores de movimento do novo Dualshock são muito melhores do que o dos antigos. Minha forma preferida de entrar texto no browser do PS4 é usar o joystick como "apontador". Você move o Dualshock para controlar o cursor sobre o teclado na tela. Para mim a forma mais rápida de entrar um endereço ou fazer uma busca.

    Vocês acham que o novo Kinect será vendido por menos de USD 100?! Se o antigo custa USD 99,99 o novo custará no mínimo uns USD 149,99!

    Pra fechar, os R$ 4.000 são pelo PS4 oficial, porque você compra fácil por R$ 1.900 à vista, R$ 2.236,00 em 12x pela Internet no Balão. Na Santa Ifigênia em SP você acha por R$ 1.500 e ainda tem garantia de 6 meses pelo que lí nos fóruns por aí.

    • Danlost

      Sonysta detected… quem disse que comprou o Xbox One POR CAUSA do Kinect? O Catalogos de jogos do Xbox One HOJE é sim superior ao do PS4, isso é um FATO, sobre as preferencias, aí vai do gosto de cada um, como deu pra perceber, o seu é do Playstation, até o Move você elogiou hauhauuahua. O Kinect não será vendido por menos de $100,00, não tem lógica, sera acima com certeza. Sobre o preço do PS4, sabemos que existem outras formas de se comprar o console muito mais barato, mas não perdemos a chance de criticar/zuar qualquer empresa no cast, quando merecer.

      • ursinhomalvado

        Sinceramente, muito mais do que Sonysta, eu simplesmente odeio a MS por suas políticas absurdas e desrespeito pelo consumidor. Não só pela falta de vergonha da proposta original do XBone, mas também pelo Windows Phone que foi outra mentira descarada. Sacanear o consumidor é um hábito da MS e eu prefiro manter distância.
        Tenho que dizer que, tirando Forza, jogo pelo qual tenho curiosidade, não dou a mínima para nenhum dos jogos do XBone no momento. InFamous sozinho, pra mim, vale mais do que todos os exclusivos da MS neste momento (meu gosto pessoal). Além disso, até de forma surpreendente, já que sou chato de agradar, tenho gostado dos jogos indie que a Plus tem distribuído. Contrast, Stick it to the man e Don't Starve me renderam muita diversão.
        Ainda acho que as propostas da Sony para o PS4 são superiores para quem busca um videogame, felizmente são coisas fáceis de copiar e a MS faria bem em seguir a Sony também nas novidades do Dualshock.

        • Danlost

          Ta certo…. só não entendi o porque de escrever tanto sobre o PS4 e até o MOVE sendo que o tópico era Xone, mas enfim, gosto não se discute, e sobre o Windows Fone não tem conhecimento para opinar… cago para o sistema.

          • ursinhomalvado

            Acho que em parte foi decepção 🙁

            O único que poderá falar de jogos exclusivos para o PS4 será o Marcelo (quando ele comprar um).

            Muito triste a escolha de vocês.

          • Danlost

            Eu iria comprar um PS4, porém como a Sony não anunciou nada escolhi o Xone, mas até ano que vem pego um PS4 e é nóis.

    • bah! vem meu ursinho querido meu companheirinho ursinho malvado!

      Nunca compraria um xone!

    • Almir o "Branco"

      O que eu tenho a dizer sobre isso… …(use a imaginação).

      • ursinhomalvado

        Vindo de você imaginei o Trevor na minha porta (deu medo).

        • João Marcos Silva

          Tamo junto ursinho, PS4 também acho superior ao XONE, mas acho que só vou comprar um PS4 daqui a uns 2 anos,quando tiver mais títulos e o preço dos jogos for menor. https://www.youtube.com/watch?v=7kKQb-YSjnE

  • Marcus.Maia

    Agora com chegada oficial no player select da nova geração, não abandonem a anterior, pfv!!
    Ainda tem gente com os antigos console na ativa ( tipo eu kkk!!), já estou sentindo o abandono chegando após a E3, lá sei foi os jogos do ps3 ou Xbox 360, nos cast kkk
    Em relação ao watch dogs estou com uma duvida se vale ou não comprar, já que tenho Xbox360 estou pensando em adquirir apenas para a próxima geração.
    Cast muito bem humorado, mas até agora não deu vontade de comprar um novo console é necessário um jogo muito foda, nesta possibilidades estão Novo Batman e Novo Demons/Dark souls em quanto isso vou ficar com minha caixinha aki 🙂

    • Danlost

      Se for demorar pra comprar um novo console, vale a pena sim cara, esse ano aparentemente não teremos grandes jogos de nome. E não abandonaremos essa geração não cara hehehe.

  • ursinhomalvado

    Sobre o Beyond Two Souls tenho que admitir que estava até empolgado, então saiu o demo e confirmou meu único medo: o modo de jogo seria similar à Heavy Rain. No fim das contas mais parece um filme no qual, de tempos em tempos, você é incomodado para apertar uns botões em sequência. Se errar o filme rebobina e você tem que tentar outra vez.
    Não vejo sentido em ter várias opções de ação para escolher quando elas não levam a nada como foi descrito no podcast. Não seria melhor apostar na intensidade de uma grande estória, linear bem contada, no rítmo certo, como The Last of Us? Sou muito cético quanto à esta coisa de escolher o que fazer num jogo, pra mim isto demandaria criar duas estórias completas, caso contrário mais atrapalha do que ajuda. Você perde toda a intensidade e em troca ganha um momento bobo para fazer uma escolha praticamente irrelevante ou que não se sustenta ao longo do jogo (como a expressão da personagem que não condizia com a escolha feita conforme dito no cast).
    É o que senti ao jogar o demo de Mass Effect 3, muito papo furado no início, opções de coisas a perguntar que não tinham relevância alguma, serviam apenas para te tirar do foco do jogo. Acho que nunca serei fã de RPG.

    • Marlos Sanuto

      Na verdade não. No Beyond se voce faz uma escolha ela te acompanha ate o fim. As decisões realmente tem peso, e certos momentos vc realmente teme pelos personagens. Tem uma sena de tortura que se voce fizer uma escolha errada, ela te acompanha ate o fim. Não muda a história que esta sendo contada mas muda a dinamica de todo jogo dali até o final e faz toda diferença em como a Jody/você resolve a escolha final do jogo. Detalhe durante o jogo voce não morre. Só é possível morrer na ultima fase e mesmo assim o jogo acaba e tem um final especifico se vc falha. Sem checkpoint. Acabou. Game over. Está bom de desafio pra você? rsrs

  • Jota Branded

    Danlost:
    – E a Africa? Não vai ter nenhum time da JAMAICA!?

    FACEPALM

    • Danlost

      ALELUIA, nem na gravação, muito menos o editor se ligou na minha piada, e… SERA QUE FOI PIADA???

  • Jota Branded

    Beyond Two Souls não é um jogo bom, na verdade, eu acho esse jogo ruim no nível Too Human, porque? PORQUE ELE É PRETENSIOSO.
    O maior problema dele é que ele se vende pela historia já que a jogabilidade é totalmente jogada de lado para a tal narrativa que a QD quer contar, mas não funciona já que o roteiro é ruim, cheio de furos, lotado de incongruências e recheado de plot devices que não funcionam já que a historia não é linear.

    Eu em certos momentos larguei o controle por alguns segundos já que não estava respondendo ao que eu queria e tudo continuava de um certo ponto de vista pobre, porque não era aquilo que eu faria. Limitando eu do jogo como experiencia. Vocês citaram The Last of Us como exemplo, que eu também acho pretensioso, mas pelo menos foi bem feito. O roteiro é bem escrito, ao contrario do Beyond que é uma bagunça foda, e sobre os finais. São todos bonitinhos, mas são BREGAS, que querem puxar uma carga emocional forçada

    E aquela trilha sonora que é mal aplicada no game que é colocada para mostrar os pontos que o roteiro não conseguiu se entender dizendo

    "Aqui é onde você tem que emocionar – Aqui é onde você tem que ficar feliz, etc".

    • ursinhomalvado

      Voltamos à pergunta do outro cast: um jogo sobrevive com uma estória excelente (sendo que você diz que nem a estória vale a pena) mas com uma jogabilidade ruim?
      Mantenho a minha posição sobre isso: NÃO!

      • Jota Branded

        O roteiro é ruim Ursinho e a narrativa é porcamente aproveitada por ser não-linear, poucas pessoas conseguem aproveitar essa ferramenta.

    • Marlos Sanuto

      Concordo plenamente. O roteiro bagunçado se deve justamente a história não linear. É dificil fazer tantos caminhos e deixar todos eles relevantes pra quem joga. Não contesto isso. Apenas valorizo o fato de ter tido a coragem de faze-lo e arriscar. Falamos tanto em empresas que não se arriscam e só investem em roteiros "massavéi". apenas pelos lucros certos. Acho interessante bater palmas para quem tem a coragem de "tentar pensar fora da caixa". E quando criticamos sem considerar isso, corremos o risco de reproduzir esse pensamento que tanto combatemos. E espero que alguem pegue e use melhor essas características boas que o jogo traz.

  • Presente do Indicativo
    eu sugestiono
    tu sugestionas
    ele sugestiona
    nós sugestionamos
    vós sugestionais
    eles sugestionam

    • Marlos Sanuto

      Boa kkkk

  • João Marcos Silva

    Ótimo cast galera, ainda não entrei na nova geração mais pretendo daqui há alguns anos.
    *Child of light: Eu pessoalmente achei um jogo excelente,joguei a versão de PC , jogabilidade bem legal, já a história é meio qualquer coisa, acho que desde o Final Fantasy X não jogava um RPG de turno tão bom,pelo jeito a Ubisoft só vem acertando ultimamente, recomendo para todos os amantes de RPG clássico, a trilha sonora é muito boa e os gráficos parecem pinturas extremamente artísticas.

    *Beyond Two Souls : Bom, acho que já tiveram casts que dei minha opinião sobre esse jogo, simplesmente não gostei da história, a jogabilidade é muito "sobre trilhos" e a rosto do William Dafoe me dá pesadelos, acho que só os gráficos e a dublagem pt-br que salvam o jogo, além disso achei chato pra caralho e a história muito viajada, nada mais a declarar.

    *Cavaleiros do Zodíaco : Bravos Soldados : Sou muito fã do anime, neste caso ganhei o jogo de presente de um amigo, mas depois de jogá-lo meio que senti pena do meu amigo pois a etiqueta de 199 reais ainda estava no jogo.O jogo pode até agradar os que são mais fãs, a trilha sonora é muito boa mas outros aspectos do jogo deixam muito a desejar, os gráficos até que não são dos piores, a jogabilidade não é tão mau mas é muito fácil apelar, cheguei até a jogar algumas partidas online com o Marcelo.De qualquer forma o jogo é muito ruim, gostaria que tivesse cutscenes com cenas do anime, no caso só aparece uma imagem estática com uma caixa de texto, então é isso, só recomendo se você for muito fã mesmo pois no geral achei o jogo péssimo.

  • Rubens Ewaldoi Filho

    Entrei na nova geração a 2 semanas , com um PS4 , paguei R$ 1490 , com 01 ano de garantia , em loja confiável ( onde comprei meu PS3 e 360 no passado ) aqui na Sta , em SP . Com mais R$ 160 veio junto o Infamous Second Son , jogo com gráficos foda , mas confesso que não faz muito o meu tipo , nunca gostei da série , e nem curto mundo aberto , mas estou no hype mesmo é por Watch Dogs , daqui 02 dias , só estou esperando pra ver a média no metacritic para comprar ( digital mesmo , na Store americana , claro ) , esse é mundo aberto também mas é mais pé no chão ( literalmente , em Infamous o cara vive mais no ar ) , tem carros , cidade realista e tiroteios , o combate em Infamous achei bem fraco …

    Oh Guaxinim , compra logo um PS4 , meu !! A desculpa dos 4K não cola mais .

    • João Marcos Silva

      No Gamerankings no dia de lançamento 27/05/14
      PS4 – 82.88%
      XONE- 78.75%
      PC-76.75%
      essas notas ainda não são completamente confiáveis, muitos sites ainda farão reviews e assim teremos uma média mais aceitável.

      • Rubens Ewaldo Filho

        Já comprei , terminei de baixar hoje ( deixei baixando à noite ) , mas já pude jogar um pouco ontem , depois de baixar uns 3 giga já pode jogar o começo , é o primeiro jogo que compro no dia do lançamento , ainda não tenho uma opinião , já que joguei muito pouco , mas a principio me parece ótimo , já me agradou mais que Infamous SS .

  • Robert

    Realmente um ótimo cast ,só tem uma coisa que gostaria de citar sobre o Child of Light, os diálogos em inglês todos são em rimas.. Um ótimo trabalho da ubsoft e de vocês pelo cast, grande abraço a vocês meus amigos a longa distancia e a longo data.

  • Saudações…

    Sobre a questão Kinect e voltas e revoltas da Microsoft, creio que sendo um movimento calculado ou não, retirar o Kinect da caixa do Xone agora foi bem acertado. O Xone já vendeu uns 3,5 milhões de unidades COM KINECT, dito isso eu me pergunto quanto um jogo que use o Kinect vende…? Mais de 1 milhão? Duvido muito… A base instalada inicial já esta ai, o que vier de vendas fora do bundle agora é lucro. O produto principal que é o Xone vai continuar vendendo, por um preço menor, e sem necessidade de corte real de preço. Não estou dizendo que um console pior ou melhor mas, dentro do cenário atual, foi a melhor decisão possível. Ao menos é o que o meu "achismo" me faz crer 😀

  • Porque não colocam as notícias do facebook no site também?

    • Danlost

      Deixamos o site mais para conteúdo autoral, porém se a galera quiser, pode ser algo que mude no futuro.

  • Como disse a aranha: me permitam tecer um comentário. Algumas pessoas vieram a mim e perguntaram porque achei tao corajoso o jogo. Bem, primeiro ele pensa fora da caixa na forma de contar. Pra começar nao tem save point. Voce não morre no jogo, (exceto na ultima fase). qualquer decisão que tome vai te afetar pro resto do jogo. Inclusive perda de personagens importantes que alteram o rumo da trama, inclusive na cena de tortura. Na ultima fase se falhar, voce morre. E tem um final especifico pra isso. Sobe os creditos, game over, acabou. Oque torna mais frustrante o final pra quem não levou tão a sério. O roteiro bagunçado se deve justamente a história não linear. É dificil fazer tantos caminhos e deixar todos eles relevantes pra quem joga. Não contesto isso. Apenas valorizo o fato de ter tido a coragem de faze-lo e arriscar. Falamos tanto em empresas que não se arriscam e só investem em roteiros "massavéi". apenas pelos lucros certos. Acho interessante bater palmas para quem tem a coragem de "tentar pensar fora da caixa". E quando criticamos sem considerar isso, corremos o risco de reproduzir esse pensamento que tanto combatemos. E espero que alguem pegue e use melhor essas características boas que o jogo traz.
    Corrigindo oque disse no cast, não acho que será um jogo de nicho mas um jogo cult. Talvez por isso quem gosta, gosta muito. E quem detesta detesta muito. O que faz algo se tornar relevante ou não é o tempo.