PlayerCast

PlayerCast #213 – Roteirista: O Bardo dos Mundo dos Games

Está no ar mais um PlayerCast, debatendo a importância dos contadores de histórias no mundo dos games!

E hoje Marlos, Luz e Rafael recebem os convidados Eduardo Couto e Lojinha, para debater sobre uma das funções mais importantes no desenvolvimento de games: os roteiristas.
Como desenvolver um bom roteiro? Tem que ter história? Tem que ser épico? Tem que ter plotwist?
Descubra neste cast que depois que tudo passa, que o bem vence o mal, espanta o tempora e a jornada tem fim, só as Canções dos Bardos permanecerão.

Comentado no episódio:

Arte da vitrine: Victor
Edição de áudio: Rodrigo Luz

Contribua em nossa Plataforma de Financiamento:
Participe do Grupo de Ouvintes do Player Select:
Feed do Player Select:
  • Acesse o Feed do Player Select
  • Nos acompanhe pelo iTunes
Emails:
Redes Sociais:
  • Rogerio Fernandes

    Definitivamente foi um programa que me surpreendeu. Apareceu no me feed e confesso que não ia ouvir. Comecei por conta do transito pra passar o tempo e o inicio é interessante mas um pouco arrastado, confesso. Mas do meio pra frente fica otimo. Os convidados trouxeram muito conteúdo interessante e a lista de dicas no final foi hilária. Deu até vontade de começar a escrever algo que estava engavetado. Talvez até faça se a preguiça e a vida adulta deixarem.

    Parabens pelos 5 anos. Foi justamente oque me motivou a comentar. Abraço a todos.

    • Obrigado Rogério. Pra quem gosta de escrever esse cast ficou bem legal mesmo.

  • Darley Santos

    Acho que é bem isso mesmo… O roteiro também tem a função de delinear os objetivos do jogo. Citaram bons jogos com quesito história: dentre tantos outros, “The Walking Dead”, “Heavy Rain”, “Spec Ops The Line”, “Metal Gear Solid” – esta série em especial amo demais, é uma saga tão única e original, o fator história é preponderante, mesmo com a relevância da mecânica. Esse “Her Story” eu assisti no Youtube, achei bem curioso.

  • Gabriel Reis

    Só estou passando pra dizer que estou MUITO feliz que citaram o Modern Warfare 1 e 2! São dois jogos que tem histórias muito legais. Um dos momentos mais marcantes da vida de elite gamer foi justamente a missão em Chernobyl (do MW2, eu acho). Quem jogou sabe como essa missão é icônica.
    Particularmente, eu gosto muito de histórias com personagens mais profundos e que não exista o bonzinho e o mal. Gosto bastante quando relativizam o certo e errado.
    Parabéns pelo cast, grande abraço!