PlayerCast

PlayerCast #134b: E3 2015

Bem vindo ao PlayerCast. E continuamos com nosso especial sobre a E3 2015 e essa semana vamos falar sobre as principais conferências da feira.

Daniel Danlost, Francisco MillerAlmir Branco e Marlos Sanuto recebem Roberto Belo para falar sobre as conferências de Microsoft e Sony.

Comentado nesse Episódio:

ARTE DA VITRINE: Almir Tadeu

Feed o Player Cast:

 

Curta nossa página do Facebook:

 

Twitter:

 

Emails:

 

  • ursinhomalvado

    Falou-se muito sobre retrocompatibilidade quando a geração começou. Eu sempre achei que nem as desenvolvedoras, nem MS ou Sony teriam interesse. Por que permitir que você jogue o que já comprou se é possível vender uma versão nova remasterizada? Muito jogo vai ficar de fora deste emulador do Xbone em função disso. Lendo por aí também ví alertas de que na transição do XBox para o 360 eles prometeram retrocompatibilidade, soltaram alguns jogos, mas aos poucos foram deixando de lado.
    Vejam que o pessoal da MS disse que foi uma aposta, eles não sabiam se seria possível emular o 360. No caso da Sony, dada a diferença de hardware, a aposta seria muito mais arriscada e a Sony não tem um caminhão de dinheiro como a MS. Eu prefiro que a Sony invista em jogos novos, faz mais sentido do que apostar em algo que pode nem dar certo (além do fato de que eu dificilmente jogo o mesmo jogo duas vezes).

    Quanto a quem gosta de console preferir o console mesmo tendo um PC, comigo não colou. A diferença de preço no Brasil é tão grande que não tenho como justificar a compra do jogo no console. Claro que o PC é montanha russa, basta ver o Batman novo, roda liso nos consoles e é um lixo no PC (por outro lado você compra ele no PC por 60 pila). Meu PS4 vai ficar mais para os exclusivos e os jogos da Plus, quanto mais o dólar sobe mais eu fico certo disso, até porque no PC os jogos em lojas digitais no Brasil são mais baratos do que lá fora (em dólares). A MS precisa dos jogos no Windows, mas ela não ganha dinheiro como ganha com o XBox.

    Sobre o Kickstarter: tem uma discussão rolando sobre este uso das plataformas de financiamento para fazer marketing. A consequência temida é que as pessoas de modo geral passem a acreditar que estes jogos gigantes podem mesmo ser feitos com 2-3 milhões. Quando aparecer um pequeno indie pedindo 500 mil vão achar absurdo o valor e não vão dar o dinheiro. Muitos temem que esta tendência acabe com as chances dos indies financiarem seus jogos.

  • Marlon

    Melhor da E3 =
    – Fallout 4, que alias eu estou jogando o primeiro jogo da minha vida em fallout que é o Vegas, tudo culpa do trailer do 4. (sempre achei legal, mas não tinha maquina para rodar o jogo)
    – Uncharted 4, que eu também não conheço a serie mas me encheu os olhos!!
    – Battlefront que esse sim conheço e fiquei com a mão coçando!!
    – Os indies que sempre merecem um espaço.

    Pior da E3 =
    – "conferencia" do pc que parece que foi só pra vender placa de vídeo.
    – kickstarter de jogo grande foi um chute no saco.
    – e a Nintendo que eu já não intendo!! (Carlos Alberto rindo ao fundo)

  • ursinhomalvado

    O melhor e o pior depende da expectativa de cada um, portanto:

    O melhor: Horizon Zero Dawn (porque foi uma surpresa total pra mim, surpresa boa!)
    O pior: A Sony realmente não tinha um jogo escondido pra soltar ainda este ano.

  • A Beta do SFV é para PS4 e PC ao mesmo tempo, desde que você faça pre-order.

    • danlost

      PAAAAAAAN (RESPOSTA ERRADA), a beta de SF5 sairá inicialmente para PS4, pra quem fizer pre order do game, para PC posteriormente teremos a Beta, porem sem data confirmada.

  • Voces se enrolaram bastante para explicar a retrocompatibilidade, eu ri! 🙂 🙂 🙂 🙂
    E isso para min foi o não o pior, mas desnecesario, a retrocompatibilidade teria que ser feito na geraçao anterior, mas paciencia, não vai mudar nada pra min.
    O destaque mais que positivo, que fara eu comprar um console se for exclusivo, é Final Fantasy VII Remake.
    E não Danlost, eu não quero que esse remake tenha jogabilidade god of war, se eles colocam o jogo muito focado na ação, o jogo perde onde ele mais se destaca que é a ESTRATEGIA. Se vc poe um monte de atalho e aperta, aperta, aperta, aperta, isso não é FF. Eu quero mais da historia, mas a jogabilidade esta muito boa, a estrategia em turno sempre foi o forte de FF.
    Ate axo que poderia fazer a mesma coisa que a Capcom fez com o Remaster do remake de RE, duas jogabilidades diferentes e o jogador escolhe como vai jogar…..tirar a batalha em turno pra min é um ponto a menos. Eu vo jogar de qualquer jeito e ate quebre a cara! mas eu quero turnos.

    Outros destaques é o horizon zero dawn foi muito interessante, Tomb Raider quero muito jogar ele.
    Caguei pra halo5, caguei pra molhado 4(hue), caguei last guardiam, caguei pra fallout 4, teve outras cois…..mas não são system seller pra min.
    O remake me faria comprar um console e sair do PC 🙂

    • danlost

      Cara, essa ideia das duas jogabilidades e realmente boa, mas aposto contigo q se rolar apenas uma opção, nao sera iguai a do jogo original, voce curte, mas pra maioria das pessoas esta um pouco datada.

  • E outra coisa, sobre shemue: se não estiver especificado na campanha que "a sony vai dar uma copia do jogo" para cada apoiador, ela pode cobrar normalmente de quem fez uma doação para o projeto. O maximo é dar um desconto na midia digital para os apoiadores, em vez de pagar $60,00.
    Kickstarter não garante jogo de graça!
    Esse kickstarter vai financiar o poster de divulgação do jogo la no wallmart e outras lojas de varejo hahahahahahaha

    • Acho justo!!! rsrs

    • danlost

      Cara nao via rolar nada disso, inclusive um dos milhares de objetivos colocados nesse projeto após o lançamento dele é uma copia fisica de PS4 (Apenas) em doações de 60 dolares se nao me engano, o que é no minimo estranho, ja que a Sony disse não ter participação nenhuma ($) na produção do jogo, apenas ajudaria no port de ps4.

      • ursinhomalvado

        Se bem me lembro Shuhei Yoshida disse que a Sony apoiaria com marketing/divulgação.

        • danlost

          Sim, ele disse isso mesmo, vamos acreditar né.

  • Cubo do amor

    Quando ses vão fazer um podcast sobre o primeiro bioshock ??

  • Cubo do amor

    Outra coisa que eu estava escutando, os podcasts sobre bioshock infinite e não a irrational não fechou por que o jogo não vendeu e essa história de jogo mais caro da história ja foi desmentida pelo ken levine, na verdade nao chegou nem perto do valor estimado (200mi), apesar de ser bastante caro mesmo por causa dos adiamentos que vieram depois que eles tiveram que mudar todo o estilo do jogo porque os consoles não estavam conseguindo rodar de forma alguma o jogo. Atualmente a franquia vendeu 25milhões e foram 11 milhões so no bio infinite, e pelo visto a 2k nao quer deixar a franquia parada (felizmente ou infelizmente pra muitos)