Análise de Games

Análise – South Park: A Fenda que Abunda Força

O que falar desse jogo que mal comecei a jogar e já considero pacas…

Por Master Muller

Se você entendeu a referência e achou essa introdução do texto muito tosca, ou achou que de tão tosca dá a volta e se torna foda, ou até mesmo não entendeu nada mas achou interessante então continue dando scroll e lendo.

Esse é o tipo de abordagem que encontramos nesse novo jogo de South Park, quem já acompanha a série desde sempre (meu caso) já esperava que viessem trocadilhos infames, piadas de peido, cenas que beiram o absurdo de você parar e se perguntar “sério que alguma mente doentia conseguiu imaginar uma situação tão escrota”, e obviamente uma crítica social tão forte que faz você quase esquecer que a poucos minutos esses mesmos personagens que estão discutindo política internacional de uma forma muito inteligente estavam peidando na cara um do outro.

Dito isso sobre a obra original, podemos resumir que o jogo faria sucesso entre seus fãs se focasse apenas nisso, sem precisar se esforçar em ser um “bom jogo”.
Mas este jogo vai além. Realmente não esperava ver nele um esforço para fazer uma adaptação onde fosse extremamente importante ser um jogo. Felizmente eu estava errado…

Assim como a piada do Orkut feita no início do texto, algumas piadas/referências feitas em South Park dependem do conhecimento de quem é fã, mas isso não é regra. Acho que uma das principais coisas que o jogo apresenta é contextualizar situações para o nosso protagonista chamado New Kid ou Douchebag, sendo ele um personagem novo na cidade, então precisa ser apresentado a tudo e o jogador tem neste momento a oportunidade de aprender tudo e… espera, espera, espera!!! “Mas isso aí não tem nada de inovador não heim, isso aí é um dos recursos mais básicos de roteiros existentes, isso realmente torna o jogo mais relevante?!?!?!”

Realmente o jogo usa muitos clichês como esse, mas faz isso da sua forma única de ser, brincando e até fazendo sátiras quando os usa. Mas como um grande entusiasta de vídeo games, as brincadeiras com recursos em jogos são as que mais me chamam atenção.

Tipo quando alguém fala com New Kid e ele não responde, assim acontecia em Skyrim ou muuuuito antes em Chrono Trigger, ou então quando as crianças estão brincando de RPG medieval e dizem que as batalhas vão ser feitas por turno porque antigamente os jogos funcionavam assim, e também quando tem aquela outra parte onde…
OK, OK, vou parar de contar e explicar as piadas porque isso é chato demais. Mas escrevi tudo isso apenas para dizer que além de conter autorreferência à série, ele é uma grande homenagem a quem é fã de games.

“Ok, mas porque exatamente eu deveria jogar ele?”

Você já curte a série? Sim? Então a resposta é fácil, jogue porque sim né, que pergunta idiota.

Você não gosta da série? Não? Caso você não conheça, conheça mas não tenha interesse, ou conhece sim mas não gostou porque viu algumas piadas de sexo, piadas racistas, piadas homofóbicas, piadas com religiões, piadas com imigrantes, piadas machistas, piadas feministas, ou piada com qualquer tipo de coisa que é uma puta ofensa e não deveriam ser motivo de piadas escrotas? Bom primeiramente, uma das coisas que você precisa saber é que as piadas são críticas sociais, então eu realmente acho que a escrotidão não vem do “comediante” e sim das pessoas que propagam esse tipo de coisa em suas ações no dia a dia… Mas caso você simplesmente é o diferentão do “ah, tipo acho o estilo do desenho muito zuado cara…” nesse caso também é fácil, só vai a merda mesmo pq pqp né…

“Tá, mas agora falando sério”

Bom acredito que uma das partes fáceis de indicar South Park a Fenda que Abunda a Força, é ele ser acessível para qualquer pessoa (+18 é claro), tanto na parte de jogabilidade ser de fácil entendimento, mas ao mesmo tempo ter uma profundidade. E ser muito inclusiva em seu lore,  trazendo brincadeiras pra quem hoje está vivendo essa expansão da cultura pop, filmes de super heróis, Game of Thrones, Star Wars e por aí vai.

South Park: A fenda que abunda força
Ubisoft

* South Park: A fenda que abunda força está disponível para PS4, Xbox One e PC