Análise de Games

Análise – Plants vs Zombies Garden Warfare 2

*As opiniões retratadas abaixo são de inteira responsabilidade do autor do texto, não retratando a opinião do site. Esse texto não contém spoilers do jogo.

Por Marlos Sanuto

Plants VS Zombies Gardem Warfare 2 é a continuação direta de seu precursor de mesmo nome. Lançado pela PopCap para Xbox one, PS4, e PC, o game não é apenas um shooter em terceira pessoa. Além de oferecer novos personagens jogáveis divididos em 5 classes e mais 12 mapas inéditos, o jogo possui muita estratégia, que é uma marca forte da série, e um foco grande em exploração.

Seu antecessor foi alvo de algumas críticas, tanto dos fãs da série original quanto dos amantes de shooters, que torceram o nariz para a reformulação do Plants vs Zombies “dito clássico”.  Mas não se engane com o visual fofinho: sua jogabilidade frenética está longe de ser simples, e consegue deixar o modo online bem competitivo. Além disso o jogo tem um modo história bem inteligente, onde você escolhe uma dentre cinco classes, e cada uma possui sua habilidade e função tática bem definidas, em um sistema que remete muito ao Team Fortress 2. Cada classe possui, inclusive, seus próprios upgrades visuais bem ao estilo Pokémon. Bem diferente das plantas, os Zombies são mais brutos e com armamento mais pesado. O que faz toda a diferença na hora de montar sua estratégia.

No total são seis modos multiplayers e quatro cooperativos. Destaque para as moedas, que aliás, servem para tudo no jogo, como comprar itens e liberar lugares. E elas são bem fáceis de conseguir em diversos modos de jogo, cumprindo pequenas tarefas ou testando armas e táticas no gramado de batalha.

Poucas coisas no jogo são originais. Hordas, shooters, classes, tower defense, sistemas de evolução… tudo isso você encontra em vários outros jogos. O grande mérito de PvZGW2 é justamente implementar todas essas características muito bem, e com muito bom humor. Tornando a jogatina, seja online ou offline, extremamente divertida. No pouco que joguei online não percebi desbalanceamento entre os personagens, exceto pela Rosa, que me pareceu bem acima da média em um primeiro momento.

Para este que vos escreve, é difícil comentar essa já consagrada franquia, já que nunca joguei Plants vs Zombies, nem na época de celular. E digo isso cabisbaixo riscando o chão com a ponta do pé! Mas vejo que minha experiência pode representar uma parte importante do público: os mais céticos.

Em um primeiro momento, o jogo pode não parecer grande coisa para alguns. Mas assim como eu, ao dar uma chance, você verá que é quase impossível não se divertir, e se surpreender, independente do seu estilo de jogo. Seja você jogador casual ou hardcore. Os novatos não se sentirão perdidos, fãs não vão sentir falta da estratégia. E quem gosta de shooters sérios, vai perceber que, às vezes, uma jogatina sem compromisso pode ser muito divertida e libertadora.

O título chega em português BR com um excelente trabalho de localização. O humor ácido e despojado só ajuda a entrar no clima zoeiro do game, o que o torna obrigatório em seu console, para aquela jogatina em família no domingo à tarde.

CONCLUSÃO

Plants VS Zombies Garden Warfare 2 não só atende o objetivo, mas também sobe o sarrafo um nível acima no segmento, rivalizando até mesmo com Splatoon.  Humor, armas, e muito caos entre plantas e zumbis. E a PopCap mostra que mudanças podem sim ser para melhor. Mesmo quando já se tem um produto consagrado.

Plants vs Zombies Garden Warfare 2
PopCap Games / EA

* Plants vs Zombies Garden Warfare 2 está disponível para PC, PS4 e Xbox One